• LOGIN
  • Nenhum produto no carrinho.

Entrevista com Vladimir Vasiliev

A maneira que a água flui
Entrevista com Vladimir Vasiliev
Por Mark Hemels traduzido para o Português do Brasil por Nelson Wagner
Revista Meibukan no.3 de setembro 2004
Vladimir Vasiliev, instrutor chefe e diretor  escola de Arte Marcial Russa de Toronto. Nascido na Rússia (1958), Vladimir recebeu  intenso treinamento dos melhores instrutores  das unidades de operações especiais. Ficou durante  10 anos em serviço militar extensivo com a unidade das operações especiais  Spetsnaz, incluindo atribuições e missões secretas de alto risco regular. Vladimir serviu também como instrutor dos  pára-quedistas, equipes da SWAT, e guarda costas da elite. Mudou-se  para o  Canadá, e em 1993 fundou a primeira escola da Arte Marcial Russa fora de Rússia.

Sr. Vasiliev, onde você aprendeu a Arte Marcial Russa – o Systema?

Eu aprendi muito dela no exército, e treinei extensivamente com meu instrutor principal Mikhail Ryabko, coronel da unidade de operações especiais das Forças Armadas Russas. Nós servimos juntos no exército por algum  tempo e treinamos muito neste período. Antes disto, eu experimentei o karate e o boxe. Na Rússia não havia muita distinção entre estilos diferentes. Envolvia principalmente usar bastante seus pés e braços [risos]. Eu participei de alguns  campeonatos e me dei muito bem.
Uma vez que eu estava no exército, eu percebi que o karate é muito eficaz na competição, mas ele não era assim tão bom no combate real. Eu achei que o Sistema Russo é muito mais eficaz no confronto real. E este é o porquê que eu comecei a estudar intensivamente.

Por que você achou o Sistema Russo mais eficaz do que, por exemplo, o karate na prática do combate real?

O sistema Russo é mais móvel. Você pode estar pronto imediatamente. Não há nenhuma forma ou técnica padrão que você tem que se preparar. No sistema Russo eu aprendi como mover-se e não realmente tantas técnicas. As técnicas são aprendidas passo a passo, por determinados padrões, e então se transforma num estilo. O Sistema Russo focaliza mais em como mover-se.

Não são as técnicas, e a prática repetida das técnicas, necessárias para  fazer as lutas eficazes?

Num determinado nível você esta certo; é bom praticar repetidamente alguns movimentos. Mas se você quiser compreender a vida mais profundamente, deve ser a maneira de como mover-se que você deve praticar, e não determinadas técnicas padrão. As técnicas são ilusões de uma certa forma, porque todas as técnicas são baseadas em que seu corpo está saudável. Por exemplo, se você estudar técnicas de agarramento(grappling), você presume que ambos seus braços estão trabalhando bem. Mas que se você estiver com um machucado, ou se um braço for ferido? Ou que um dedo foi luxado? Então você não pode mais fazê-lo. As técnicas não terão toda aquela eficácia.

Se você aprender como se mover, não importa que parte do corpo seja usada. Os movimentos são baseados mais na intuição, e não tanto no que você praticou e memorizou.

Como a intuição e o movimento natural são desenvolvidos em seu método de treinamento?
Todos somos talentosos, e o movimento natural é apenas a maneira a mais curta para um resultado eficaz.
É a maneira como a água flui. Encontra sempre o caminho direto. Pode não ser necessariamente o mais curto fisicamente, mas é a maneira correta. Flui pelo caminho de menor resistência. É o mesmo com movimento natural; circunda para encontrar o caminho mais eficaz.
Em qualquer situação a reação pode ser diferente. Isso é a razão porque é inútil – de certa forma – memorizar técnicas padrões, porque as possibilidades na vida são infinitas, e você não pode ser preparado para cada uma delas. Conseqüentemente é melhor move-se numa maneira natural, e não fisicamente, mas intuitivamente.


Quanto tempo você serviu no exército?

Eu estive num total de dois anos no exército, que é o padrão na Rússia. Então eu comecei especializar-se neste campo. Após o exército eu continuei por outros dez anos, e estes foram com a Unidade de Operações Especiais.

Você foi professor nestas unidades de operações especiais por todos estes dez anos?

Eu fui treinado para trabalhar com as U.O.E., e de vez em quando havia grupos que eu tinha que ensinar. Acontecia tudo ao mesmo tempo: Eu fui treinando, eu dava o treinamento para outros, e eu fazia as missões reais.

Por que você deixou o exército?

Quando aconteceu Perestroika na Rússia em 1985, houve muitas mudanças. Alguns grupos no exército começaram a fechar, e lá estava uma possibilidade de sair nesse momento. Eu queria dar baixa, sair da Rússia e viajar por um tempo. Eu acabei chegando ao Canadá e encontrei-me com minha esposa Valerie, que já era uma cidadã canadense. Quando nós casamos ficamos no Canadá, e nós temos agora três crianças.

No Canadá eu comecei uma escola; porque era a coisa que eu sabia fazer. E eu necessitava de um trabalho para sustentar a família. Começou com um pouco de treinamento que eu fazia com alguns rapazes na academia. As pessoas viram o que eu era capaz de fazer e me incentivaram para iniciar uma escola. Começou com algo pequeno, e então se desenvolveu e cresceu, e agora nós comemoramos o nosso décimo aniversario. (atualmente 13 anos N.T).

 

 

Fico confuso,  como a Arte Marcial Russa – com seu foco na moralidade e na bondade nas pessoas – pode estar junto com uma unidade militar que seja treinada para matar. Como podem estes dois ser combinados?

 

Há unidades especiais diferentes, e um dos grandes objetivos de todo sistema moral é defender seu país. Isto não é um pecado em si. São guerreiros e têm que proteger sua terra mãe. Um princípio muito importante na minha unidade era causar o menor dano possível.
Há unidades especiais diferentes; há alguns que são realmente loucos e vão alem; os tipos durões gostam desta maneira. Mas felizmente há outros que tem princípios diferentes. Os membros das forças especiais não são todos malévolos e estão lá fora para matar. Um dos dizeres favoritos de Mikhail Ryabko é: “Não há nenhum ateu nas trincheiras.” Na batalha, você começa rapidamente acreditar em Deus, não importa o que você era antes. Isso é porque muitos que participaram de ações militares mais tarde analisando – e se fizerem o trabalho direito de analisar, os trará  mais perto de Deus.
Alem disso, você não pode supor que todas as forças especiais na Rússia fizeram o Sistema. É somente uma parcela minúscula que pratica o Sistema Russo. A maioria dos outros Spetsnaz (membros das unidades de operações especiais) faz o boxe, o karate, e o sambo, o estilo de luta livre russa. Muito poucos fizeram o Sistema Russo.


Poderia você dizer-nos algo sobre o papel da igreja Ortodoxa Russa no Systema?

A fundação do Sistema Russo vem do Cristianismo Ortodoxo. É um estilo que vinha dos monastérios na Rússia. Uma cultura inteira saía dos monastérios nos tempos antigos. Um assentamento seria construído nos bancos de um rio ou de um lago, e havia um forte, e a estrutura principal deste assentamento seria sempre uma igreja. As pessoas que defenderam esse forte eram monges, pessoas religiosas, e isto é o porquê do fundamento deste espírito do guerreiro é realmente o Cristianismo.
Os guerreiros que participaram na batalha defendiam ativamente seu país. Uma vez que se tornariam mais velhos, iriam e viveriam nos monastérios, e seriam esses que ensinariam à geração mais nova. E isso é o porquê toda a fé é baseada. Os guerreiros queriam ir aos monastérios para se arrepender dos pecados que cometeram e para continuar lutando contra o mal num nível espiritual quando ficaram mais velhos, com a oração e uma vida correta.
A qualidade chave que qualquer um tem que desenvolver – uma pessoa comum assim como um guerreiro – é humildade. Se não nosso mundo acabaria. Se você não tentar desenvolver a humildade, o que você termina por se tornar orgulhoso, e isto é destrutivo; destrói a si e destrói o mundo em torno de você.

Poderia você, por favor, explicar o que faz o Systema uma arte de combate ao invés  de um sistema de combate?

Não é nem uma arte; é mais um sistema. Isso é porque se chama Sistema. É comum chamá-lo uma arte marcial, na terminologia, mas é mais do que isso. Combina todos os níveis da habilidade humana e desenvolve todos nossos sistemas fisiológicos. Desenvolve o sistema respiratório, a circulação, sistema muscular, esquelético, digestivo. Todos os sistemas corporais são desenvolvidos de uma maneira natural, e então vai alem e desenvolve seu estado psicológico e sua psique. E então, no nível seguinte, trará para mais perto de Deus, ele desenvolve seu espírito. Dá-lhe a força e um sentido da verdade. E isso é porque não é somente uma arte; é um sistema inteiro. E como a vida.

 

Que você considera ser sua responsabilidade como um professor do Systema?

É realmente uma responsabilidade grande, porque as pessoas vêm ate você com suas perguntas. Vêm porque procuram algo, e não apenas por uma habilidade de defesa pessoal. A responsabilidade principal é ser uma pessoa boa você mesmo; ser humilde, não orgulhoso, e não tentar impressionar ninguém, apenas tentar melhorar a si mesmo; isto é o máximo que você pode fazer para as pessoas. Assim que você fizer a coisa correta para si, a seguir você alcança a verdade real e você pode passá-la para os outros.

Em seus seminários você dá também os exercícios que envolvem atacar com uma faca. Por que estas técnicas letais são ensinadas aos civis que você nunca havia conhecido antes?

Eu não penso que eu ensino qualquer coisa agressiva. Todas as técnicas são apenas trabalho. Eu mostro-lhes como usar a faca, e não há nada maligno nisto. Eu não faço posturas animalescas ou caras malignas, e não há nenhuma agressão nisto. A principal coisa que poderia ser prejudicial é se as pessoas forem estimuladas a serem  agressivas, nervosas e tensas; então podem causar danos. Mas se as pessoas  são ensinadas apenas como trabalhar corretamente em um ambiente calmo, então não será perigoso.


De modo que inclua também trabalhar com facas?

Sim, a faca é apenas uma ferramenta para a defesa pessoal. Ninguém é estimulado a sair por ai e começar a cortar pessoas. É apenas uma maneira de autodefesa. O que eu faço é relaxá-los, porque muitas pessoas ficam nervosas sobre armas. Assim é apenas uma maneira relaxá-los e tornar a sensação confortável com uma faca.

No seu Guia do Systema Russo você diz que ser sério na vida e no treinamento não é útil – ao contrário – quando é necessária  a ação de combate real. Poderia você explicar-nos isto?

Ser sério significa ser responsável; tomando toda a responsabilidade por suas ações, e não sendo emocional. Porque frequentemente nossas emoções cobrem a verdade real, e então nós não vemos as responsabilidades que nós temos. E um cuidados apenas para não nos tornarmos muito emocionais.

No treinamento do karate uma atitude séria quando se pratica também significa foco e uma concentração forte no que você está fazendo.

 

O que acontece muitas vezes no karate e que as pessoas estão realmente tensas. Pode ter foco, mas não estar tenso, pois isto é destrutivo. Destrói sua psique bem como o seu corpo físico. Os muitos golpes retornam para o seu corpo e destroem-no. Muitos lutadores do karate danificaram articulações, romperam ligamentos, luxaram ombros, joelhos e quadril. No Systema Russo há uma ênfase grande sobre comonão ferir seu corpo; para melhorar as condições de suas articulações, os tendões e tudo mais, e todos os golpes e movimentos são projetados fazer isso.

 

Como o sexto sentido é treinado, e por que é importante no Systema?

O fundamento disto está apenas em relaxar seu corpo. Quando os músculos estão contraídos, impedem a passagem da informação, e você já não está ciente. Uma vez que você relaxa, então você pode absorver a informação intuitivamente. É como você sintonizasse a freqüência de onda correta. Se você esta tenso é como se você estivesse desligando esta informação. Então este é o fundamento, estar apenas relaxado. Não significa ser desleixado. Significa estar calmo e realmente ciente de tudo. Então, uma vez que você começou isto, a oração é o estado seguinte. Quando você reza, você se sente humilde e sintonizado com Deus. E todas as coisas que são aqui da terra são desligadas de você; você iniciou uma conexão mais elevada. E muitas informações se abrem para você, um tipo de informação que não é baseada na vaidade ou de como ser engraçado ou bem sucedido. É a informação real.

 

Assim, o sexto sentido é desenvolvido pelo relaxamento e pela oração?

Sim, absolutamente. E a oração não é apenas a repetição de determinadas palavras, porque então se torna quase como a meditação. A Oração é realmente como se o resto de sua vida for junto com a bíblia. Estar tentando fazer todas as coisas corretas durante toda sua vida. Então a oração é realmente poderosa. A oração chave é “Senhor tenha misericórdia”, você perceberá como é sem Deus, você não é nada, e somente com Deus que você pode ser tudo. Isto te fará humilde e tolerante com as pessoas. Mas a oração não é ensinado no treinamento. É individual, e de fato você não tem que ser um cristão para praticar isto.

No Systema você é ensinado não olhar o oponente no olho, mas acima de sua cabeça, visto que na maioria das outras  artes marciais você olha o oponente no olho. Por que é assim?

Muitas vezes quando as pessoas se olham no olho, é um desafio. Assim no karate e em muitas outras artes marciais você desafia seu oponente. No Sistema Russo o objetivo principal é acalmar seu oponente. E a única vez que você o olharia no olho dele é quando sabe que  pode acalmá-lo,  pode controlar e  relaxar ele com seus olhos. Assim  é porque nós olhamos frequentemente acima do nível dos olhos do oponente. E se você tiver múltiplos oponentes vindo contra você, então obviamente você não pode olhar em seus olhos. Então é mais eficaz olhar acima porque sua visão periférica lhe ajuda melhor.

Pensa-se frequentemente que olhando nos olhos você pode ler a mente do seu oponente e antecipar suas intenções. Esta qualidade não é perdida?

Há muito mais numa pessoa do que apenas o olho. Olhar no olho e olhar o corpo são mais uma técnica dos esportes. Para mim e meu professor, nós detectamos a pessoa como um todo; nós não necessitamos olhá-lo no olho. Nós detectamos diretamente a coisa toda –  sem a análise da informação visual. Adicionalmente, olhar no olho é mais um aspecto da competição: quem irá bater mais rapidamente, esse tipo da coisa.

 

 

 

Há uma razão especial porque os novatos e os estudantes avançados treinam todos juntos no Systema?

Certamente, não há nenhuma graduação ou faixas. A  psique é preliminar, ela é mais importante do que suas habilidades físicas. Varias vezes, quando uma pessoa alcança um determinado nível – uma faixa preta, por exemplo – tem este prestigio que tem que manter. Testou-se de algumas maneiras e está receoso perder a moral. E se uma pessoa nova vier de fora e repentinamente estrangular ele, não sabe que esta pessoa tem tal nível de faixa preta.
Quando eu abri primeiramente a escola, eu tentei ensinar perto do que eu fazia no exército, e as pessoas ficavam apenas receosas. Muitas delas não permaneceram. Em um determinado ponto das 20 pessoas que começaram somente 2 mantiveram-se. Naturalmente para as pessoas que não têm que de ir para guerra, aquilo era um bocado exagerado. Agora, os princípios são adaptados mais à vida ordinária.

 

Quão importante é a respiração e as técnicas de respiração no Systema?

Respirar é vida. É à base de tudo. Literalmente, é vida. Assim você tem que utilizar este recurso o máximo  que possa. Isso é porque há muitas práticas de respiração que são feitas em cada aula. Systema é o único sistema que tem todos os aspectos da respiração cobertos.
As pessoas são ensinadas como manter o ciclo respiratório não importa o que aconteça, este é o maior objetivo. O outro é certificar-se que respiração esta completa, isso significa que atravessa o corpo inteiro, não apenas no fundo dos pulmões, mas através do corpo inteiro. Há muitas coisas que você pode fazer com a respiração. Um dos colegas de Mikhail Ryabko em Moscou que cura as pessoas pela respiração mesmo de câncer nos últimos estágios; as pessoas que passaram pela radioterapia e nada ajudou. Estas pessoas terminais foram auxiliadas pela  respiração, e o câncer apenas regrediu, para perplexidade dos doutores.


Há qualquer coisa que você gostaria de adicionar à entrevista?

Uma forma  para compreender o Systema é ver que há três níveis da habilidade humana. O primeiro nível é físico. Imagine dois caras lutando: quem é mais saudável e mais forte é esse que irá ganhar – puramente num nível físico. O nível seguinte é habilidade; esse quem tem mais técnicas e sabe mais sobre as maneiras de se mover é esse quem irá ganhar. O nível além daquele é o nível espiritual, o nível de compreensão; esse quem pode ver mais é quem ganhará realmente. Isso vem com experiência e consciência da vida. Isso geralmente acontece na idade de quarenta ou de cinqüenta para cima. A parte física não pode ser oprimida nesse ponto, mas se uma pessoa velha tiver a compreensão e o espírito correto, então uma pessoa mais nova, muito hábil e forte não pode derrotá-lo. *

Para maiores informações sobre  Vladimir Vasiliev e o Systema, visite www.russianmartialart.com ou www.artemarcialrussa.com.br
Mark Hemels é editor da Revista Meibukan.

Entrevistou Vladimir Vasiliev em 23 de maio de 2004 com a ajuda amável da intérprete Valerie Vasiliev.

Quer ler o original? Clique aqui

 

Pontos Chave:
“O movimento natural é a maneira a mais curta para um resultado eficaz. Como a maneira que a água flui, ele encontra sempre a maneira certa.”
“A toda a situação a reação pode ser diferente. Por isso é inútil – de certa forma – memorizar técnicas padrões, porque as possibilidades na vida são infinitas, e você não pode ser preparado para cada coisa única. Conseqüentemente é melhor move-se de uma maneira natural, e não no nível físico mas intuitivamente.”
”A qualidade chave que qualquer um tem que desenvolver – uma pessoa comum assim como um guerreiro – é humildade. Se não nossa terra acabaria. Se você não tentar desenvolver o humildade, o que você termina por se tornar orgulhoso, e este é destrutivo; destrói a si e destrói o mundo em torno de você.”
“Respirar é vida. É a base de tudo. Assim você tem que utilizar este recurso o máximo que você possa.”

 

 

Nelson Wagner

Praticante de Systema desde 2003, iniciu o grupo de Systema em Santos em 2004/05, faixa preta de aikido.

10/08/2017

Quer saber mais?

Entre em contato conosco

contato@artemarcialrussa.com.br
Rua Capital Federal 102 São Paulo/sp
11 2368-1027

11 99942-7902

Venha para uma aula experimental!

Assine nossa Newsletter

  Fique por dentro das novidades
© Systema Brazil. Todos os direitos reservados
X